tsevelelogo

terça-feira, 03 agosto 2021 14:02

A misteriosa montanha com “porta”: um pedaço da história de Morrumbala

Montanha Txutxi_Morrumbala Montanha Txutxi_Morrumbala

No distrito de Morrumbala província da Zambézia, 230km da cidade Quelimane, uma atracção natural chama atenção dos nativos e dos visitantes, trata-se de uma montanha supostamente com “porta” de acesso ao interior da montanha. A montanha é denominada Txutxi.

De acordo com os nativos, as histórias em torno da montanha com “porta” remontam há três gerações, e vão sendo passadas de geração em geração. “O meu pai nasceu em 1932 e diz que o pai dele, o meu avô neste caso, é que viveu algumas das coisas que são contadas”, explica Domingos Daimone Martinho, de 29 anos de idade, natural e residente em Morrumbala.

Segundo estes, a “porta” desta montanha abria-se em tempos de guerras tribais, desastres naturais e fome para salvar os nativos. Para que a “porta” se abrisse, era necessária uma cerimónia tradicional orientada por um líder espiritual, invocando os antepassados, antigos habitantes do local.

Após a entrada de todas as pessoas, a porta fechava-se misteriosamente e só voltava a abrir-se depois do perigo passar.

Conta-se que em épocas secas e com muita fome também se realizava a cerimónia pelo líder espiritual, defronte da montanha e a “porta” logo abria-se, misteriosamente as pessoas encontravam todo tipo de alimentos. No entanto, esses alimentos só podiam consumidos dentro da montanha, quem quisesse sair com a comida, inexplicadamente não encontrava a saída e só conseguia ver quando deixasse os alimentos.

As nossas fontes partilham alguns episódios recentes. “Por vezes forma-se um vendaval ao redor da montanha que depois alastra-se por toda a vila de Morrumbala. Em outras vezes, forma-se chuva que só cai naquela montanha sem atingir o resto da vila”, acrescentou Daimone.

Em um outro episódio, a nossa fonte explica que uma senhora dirigiu-se àquele local através de um chamamento, tendo entrado dentro da montanha através de um dos buracos que se encontram por baixo da “porta, e os familiares tiveram que esperar por ela na parte exterior da montanha até que se concluísse a formação. “A senhora saiu da montanha já pronta para trabalhar como curandeira, saiu de lá com o cesto e toda medicação necessária, e até hoje está viva, está na zona de Tundizi”, disse Daimone.

O problema ou doença do chamamento é processo pelo qual determinados indivíduos são submetidos pelos espíritos dos seus ancestrais como forma de aviso para servi-los por meio do exercício da profissão de nyanga ou curandeiro.

 Escrito por Edmilson Mucuala para Tsevele

Anuncie