tsevelelogo

terça-feira, 21 setembro 2021 15:18

Mutothowana: imortalizando os heróis de Muecate

Monumento em homenagem a Mutothowana Monumento em homenagem a Mutothowana

Logo à entrada da vila sede do distrito de Muecate, vindo da cidade de Nampula ou vila de Namialo, um grande monumento chama atenção. Trata-se do heroico monumento Mutothowana.

Segundo os lideres comunitários naquele distrito, o nome Mutothowana tem uma longa história, ligada às lutas de resistência contra a ocupação colonial. Explicam que antigamente o Posto Administrativo de Muite, localizado no distrito de Mecuburi era chamado por Localidade de Mutothowana, que em língua Emakhuwa significa instigador de lutas. O nome terá sido alcunhado pela população ao chefe da Localidade no tempo colonial, que viria perder a vida no período entre 1914-1918 (não se conhece ao certo a data da sua morte).

Após a morte de Mutothouana, sucedeu Nannhikua pseudônimo atribuído a Almeida de Castro, devido a sua altura acima da média (não há dados sobre a sua real altura) que não o conferiam equilíbrio. Este viria a tirar a sua própria vida durante uma caçada de elefantes nas matas do riacho Mararage, razão que levou à atribuição de um segundo pseudônimo, o Nawichopele.

Com a morte de Nannhikua entre os anos 1930 a 1931, foi eleito um sucessor de nome Augusto, que chefiou o posto Administrativo de Muite até o ano de 1968, o ano em que foi morto pelos portugueses durante uma batalha na Localidade de Namahiya, no posto administrativo de Imala, no distrito de Muecate.

Ao Augusto foi atribuído o nome de Mutothowana, devido ao seu poder e as suas características, semelhantes às do antigo chefe do posto Administrativo de Muite, Mutothowana.

Entre os anos de 1967 a 1968, o Mutothawana, transfere a sua residência para a localidade de Namahiya, no distrito de Muecate, onde fixou a sua residência, junto com a sua família. O objectivo da sua transferência, segundo narra um dos antigos lideres daquela comunidade, o Sr. Massawa, era estudar a estratégia dos portugueses ali presentes, de modo a iniciar uma guerrilha para expulsá-los da zona. Em 1968, Mutothowana (Augusto) e seus guerreiros iniciaram uma guerra contra os portugueses que, infelizmente não foi bem sucedida, tendo sido morto em combate, juntamente com alguns dos seus homens. Os nossos interlocutores não puderam recordar exactamente o mês e a datada sua morte.

Tratando-se de um homem que defendeu e lutou pelo bem das populações dos dois distritos e tendo morrido numa localidade do distrito de Muecate, o seu corpo foi transladado e sepultado na vila sede do distrito de Muecate.
Na imagem se pode ver a campa onde fora enterrado o senhor Mutothowana. Foi construído de tijolos queimados pelas autoridades locais após a independência. A celebração da sua memória ocorre no dia 3 de Setembro de todos os anos,, o dia da vila de Muecate.

Vida Pessoal do Mutothowana
Mutothowana (Augusto) foi caçador de raiz, desempenhou várias funções na sociedade, primeiro foi chefe das caçadas, portanto ele é quem indicava o melhor tempo e lugar para a prática da mesma, foi o chefe da sua tribo, foi curandeiro e tratava um grupo de homens que lutavam contra os portugueses conhecidos por NAPARAMA, estes que lutavam contra os portugueses usando magia, e finalmente desempenhou o cargo de chefe do posto administrativo de Muite. O Mutothowana, tinha muitos filhos, que até mesmo entre eles não se conhecem até hoje, mas os entrevistados estimam que deve ter nascido cerca de 27 filhos com 6 mulheres.

Escrito por José Alácio para Tsevele

 

 

Anuncie