tsevelelogo

terça-feira, 17 maio 2022 20:38

WAPUIAYAMUENE: um centro de adoração e busca pela sorte

Ilustracao de Wapuiyamene Ilustracao de Wapuiyamene

No distrito de Muecate, no Posto Administrativo de Imala, província de Nampula, existe um centro de adoração colectiva dos antepassados, designado WAPUIYAMUENE. Este é um lugar muito concorrido pelos nativos, não só, mas também por pessoas de outras regiões, que vão apreciar o local devido a sua história e apelar para sorte na sua vida.

Este local, segundo alguns régulos entrevistados, e outros nativos do Posto Administrativo de Imala, onde se localiza o centro, foi inicialmente usado como um lugar sagrado e de culto, e posteriormente, um como centro de promoção de Magia. O senhor Koropa, antigo régulo daquele posto, explica que, há muito, muito tempo, mesmo antes da presença colonial portuguesa, havia no Posto Administrativo de Imala, um régulo de nome MAKURO, que deriva da palavra NKURO, que em língua local significa força. MAKURO ou NKURO era um homem que se acreditava possuir forças sobrenaturais e que dirigia toda a população do distrito de Muecate.

Antes da invasão colonial portuguesa, a maior parte da população Moçambicana tinha como religião a adoração dos antepassados, acreditando-se que eles possuem mais poder de ajudar aos vivos. O processo de adoração é geralmente feito com a intermediação de um líder espiritual, e, no Posto Administrativo de Imala as cerimónias eram orientadas pelo régulo ou Nkuro pessoalmente, com os seus ajudantes, que eram praticamente mulheres, chamadas PUIYAMUENES. Nessa época, quando houvesse uma preocupação comum, como a falta de chuva, doenças estranhas e de origem desconhecidas, fome, entre outros, a população recorria ao seu régulo para que este intercedesse junto dos antepassados.

O tempo passou e o régulo MAKURO perdeu a vida. Em cumprimento à tradição do regulado, um dos seus filhos, de nome Suleimane assumiu o seu lugar.

O processo de adoração dos antepassados continuou, e com o tempo evoluiu até ao ponto de este lugar, ao invés de ser apenas lugar de culto, passou também a ser um centro de busca de sorte, e outros preferem chamar de promoção de magia, onde cada um pode individualmente ir fazer pedidos aos antepassados.

Narram os nativos que os últimos guardiões do local foram as ajudantes do régulo Makuro, as PUIYAMUENES, daí o local hoje ser chamado WAPUIYAMENE

Escrito por José Alácio para Tsevele

Anuncie