tsevelelogo

terça-feira, 21 fevereiro 2023 19:19

Batata-doce: o revolucionário tubérculo para a gastronomia

Algumas receitas de batata-doce Algumas receitas de batata-doce

A batata-doce é um tubérculo ou raiz produzido em clima quente, predominante em vários cantos do mundo principalmente em zonas com o clima tropical quente. Ela é originária das Américas Central e do Sul. Em Moçambique, este tubérculo está predominante em todas as regiões do país, graças ao clima favorável à produção e crescimento deste tubérculo. Mihambo, Silungo, Minlhata, Malungo, Mbabaia, Kharaka são alguns dos nomes locais deste tubérculo, cientificamente denominada Ipomoeabatatas. Ela pode ser encontrada nas cores branca, creme, laranja e roxo que variam no sabor e na composição nutricional. A batata-doce é um alimento bastante usado na gastronomia moçambicana e possui inúmeros benefícios para a saúde.

A xiguinha de batata-doce, uma raridade ainda por ser conhecida.

De entre os vários pratos que podem ser preparados com base na batata-doce, encontra-se a xiguinha de batata-doce, que é um prato típico de Moçambique, predominante no sul do país. Como o próprio nome diz ‘’xiguinha de bata doce” e tem como ingrediente principal a batata-doce.

Em conversa com a Senhora Joana Santos, apreciadora e com experiência neste prato, ela refere que a xiguinha de batata doce é um prato tradicional que ainda precisa  ser expandido e divulgado a nível nacional, e também internacional, pois muitos não têm conhecimento do mesmo.

A Senhora Joana explica que o processo de preparação da batata-doce começa bem antes da mesma chegar à cozinha, ou seja, começa na machamba ou horta. Primeiro retira-se o tubérculo ou raiz de baixo da terra com uma enxada de preferência de cabo curto.  A nossa entrevistada explica que deve-se cavar com cuidado a terra para não cortar a batata com enxada durante o processo da retirada, e garantir que saia inteira. Depois de colhida a quantidade desejada para cozinhar, raspa-se a casca da batata, “deve-se raspar a casca ao invés de descascar para que não seja desperdiçada nem um pouco da polpa da batata”, explica a Joana. Em seguida coloca-se num recipiente com água limpa para que se possa lavar a mesma e retirar as impurezas contidas nela. De seguida, corta-se em cubos (todos os cubos devem ser do mesmo tamanho para que possam cozer ao mesmo tempo), e colocam-se os mesmos na panela. Depois adiciona-se um bocado de água (no máximo três copos de água) e sal que baste e leva-se a panela ao fogo e deixa-se a ferver até cozer. O fogo não deve ser muito intenso para que a batata possa cozer com calma.

Recomenda-se que seja usada a panela de barro pois, segundo a nossa entrevistada, a mesma dá um sabor especial à xiguinha e permite que a xiguinha não queime durante o processo de cozedura, uma vez que com as panelas de alumínio, esta delícia está mais propensa a queimar com rapidez, alem disso, esse é um costume antigo de sua família usar as panelas de barro.

Depois de cozida a batata adiciona-se uma quantidade de amendoim pilado que baste por cima da batata, o qual não se deve mexer, e em seguida deixa-se ferver por pelo menos 15 minutos. Passado este tempo, mexe-se o amendoim e a batata para que ambos os ingredientes se misturem e fiquem consistentes (a mistura deve tornar-se homogénea) e deixa-se ferver até cozer num fogo baixo, pois se este estiver intenso, a xiguinha pode queimar antes de cozer. A Senhora Joana explica ainda que a quantidade de amendoim depende da quantidade da batata que o cozinheiro pretende usar para fazer a xiguinha. Recomenda-se a escolha da batata de cor branca para fazer a xiguinha, pois esta é mais consistente em relação às batatas de outras cores e torna o sabor da xiguinha único.

Para além de fazer-se a xiguinha de batata-doce, esta pode ser usada para acompanhar com um bom chá, podendo esta ser fervida com ou sem sal, pode ainda servir de ingrediente para sopas, pode ser fritada, assada e pode também ser usada para fazer mousses de batata-doce, relatou a nossa entrevistada.

Valor Nutricional

Segundo a nutricionista Cladisse da Rosa, a batata-doce é um tubérculo, ou raiz, que tem óptima quantidade de energia, pois tem alto teor de carboidratos e ainda é rica em fibras, vitaminas do complexo B, vitamina A, vitamina C e minerais, como o potássio e o magnésio, que ajudam na prevenção de algumas doenças, como diabetes, cancro e infarto.

Além disso, a batata-doce tem baixo teor de gordura e é fonte de antioxidantes, como betacaroteno e antocianinas, que ajudam a proteger as células do corpo contra os efeitos dos radicais livres, prevenindo o envelhecimento precoce, ajuda no combate a prisão de ventre.

Assim como todos os alimentos, a batata-doce deve ser consumida com moderação, de acordo com os objetivos e necessidades individuais de energia e nutrientes, portanto, esta pode ser usada tanto para ganhar massa muscular ou emagrecer.

Escrito por Margarida Amadeu para Tsevele

Anuncie