tsevelelogo

Alvo Ofumane

Alvo Ofumane

Kutchinga, em xichangana e outras línguas do sul de Moçambique, ou Kupita-kufa, em ci-sena, que em português significa levirato, é uma cerimónia de purificação da viúva que se pratica (actualmente em menor escala em algumas regiões e comunidades – tende a entrar em desuso) quando uma mulher perde o marido. O acto consiste em manter relações sexuais e/ou casamento da viúva com o irmão do seu falecido marido.

O consumo de insectos é prática comum em algumas culturas pelo mundo. Em Moçambique, há vários insectos comestíveis, dependendo de cada região do país. Mpepe e inhamu são alguns dos insectos comestíveis, consumidos em alguns distritos da província da Zambézia e algumas regiões do sul de Moçambique, embora com designações diferentes. Habitantes de murmuches, estes dois insectos ocorrem entre Outubro e Dezembro, normalmente após a queda da chuva.

Parapato localiza-se na actual cidade de Angoche, na província de Nampula, região nortenha de Moçambique. Este local possui uma linda paisagem, marcadamente composta por um monte de areia.

Depois de explorar um pouco sobre os ritos de iniciação na região norte de Moçambique, vamos agora falar sobre os ritos de iniciação em algumas regiões do sul de Moçambique, particularmente na província de Inhambane. Como nas outras regiões do país, os ritos de iniciação simbolizam a entrada de rapazes e raparigas à vida adulta.

sexta-feira, 18 junho 2021 15:29

A amizade entre o macaco e crocodilo (conto)

Conta-se que há muito, muito tempo, no tempo em que os animais falavam, o crocodilo e o macaco eram amigos bem chegados. Um dia, o crocodilo foi visitar o seu amigo macaco e, quando lá chegou, permaneceu uma semana. Depois de ter completado uma semana de visita, o crocodilo pediu ao seu amigo macaco que o acompanhasse a casa para assim, o macaco poder melhor conhecer a família do crocodilo.

Devido a sua localização geográfica, próximo ao rio Zambeze, os habitantes de alguns distritos das províncias da Zambézia e Tete, no cento de Moçambique, têm na pesca a base para o seu sustento.

Natural, virgem e vegetal, o óleo de coco é extraído do coco seco, a sua única matéria-prima. O mesmo é um dos ingredientes especiais usado um pouco por todo o país, e com maior predominância nas províncias de Inhambane e Zambézia. Devido às suas propriedades, o óleo de coco tem sido igualmente usado para cuidados de beleza, particularmente de cabelos.

Ao longo de vários séculos, e sobretudo no processo de captura, tráfico ou exportação de escravos, Mossuril serviu de ponto de recepção e concentração de escravos oriundos de várias regiões de Moçambique. A rampa dos escravos de Mossuril localiza-se próximo do actual edifício do Governo distrital de Mossuril, por onde os escravos comprados na então colónia portuguesa eram encaminhados para as embarcações que os levavam para as Américas. Quer dizer, depois de recolhidos no norte de Moçambique, os escravos eram levados para Mossuril, na província de Nampula, onde eram vendidos.

Hihuco, em língua Chuabo, ou tihlanga em língua Citswa ou Xitswa, ou ainda tinhlanga, em Changana e Ronga, são tatuagens feitas através de métodos tradicionais, geralmente durante a adolescência das raparigas, como forma de prepará-las para o casamento. Esta prática era comum em algumas regiões do país, e acreditava-se que as tatuagens serviam de estímulo no acto sexual.

Em Machuquele, um povoado localizado em Vilankulo, na região do Cabo São Sebastião, sul de Moçambique, localiza-se a floresta de Khaxambo. Este é um local considerado sagrado pela comunidade local, por ter sido ali onde fora sepultado, por volta de 1910, o régulo Machuquele, da descendência dos "Vilanculos", os primeiros habitantes da região.

Pág. 6 de 12
Anuncie